O Belenenses venceu o Madeira SAD por 33-35 na sempre exigente deslocação ao Pavilhão do Funchal, em partida a contar para a 7ª jornada do Campeonato Placard Andebol 1.

Para a história fica um desenrolar de jogo impróprio para cardíacos, com o CFB a entrar a ganhar mas em que a marcha do marcador se alterou ao longo da primeira parte, chegando a intervalo com um triunfo da equipa insular por 19-17. Ainda assim, o equilíbrio manteve-se e o Belenenses recuperou da diferença, conseguindo construir esta importante vitória,com dezoito golos dos azuis na segunda metade face a apenas catorze do adversário.

Às ordens do técnico João Galego Garcia, viajaram para a ilha da Madeira Tomás Ferreira, Bruno Moreira, Tiago Pereira, Rui Barreto, Carlos Siqueira, Filipe Pinho, Gonçalo Nogueira, Diogo Domingos, João Ferreira, Nelson Pina, Cláudio Pedroso, Tiago Ferro e os guarda-redes João Moniz e Tiago Silva.

João Ferreira evidenciou-se com larga margem como melhor marcador dos azuis da Cruz de Cristo, em resultado dos onze golos marcados, sendo ainda de destacar os restantes tiros certeiros de Gonçalo Nogueira (6), Tiago Ferro (4), Tiago Pereira (3), Carlos Siqueira (2), Filipe Pinho (2), Nelson Pina (2), Cláudio Pedroso (2), Tomás Ferreira, Bruno Moreira e Rui Barreto.

A equipa segue no quinto posto da tabela – à condição – com quinze pontos somados, os mesmos que o Vitória FC que ocupa o quarto lugar, e tem o quarto melhor ataque da competição com 194 golos, apenas atrás de Sporting, Porto e Benfica.

O Belenenses volta a jogo no próximo sábado, dia 30 de outubro, às 15h30, em recepção ao SC Horta.

Equipa B do Belenenses avança para o segundo triunfo consecutivo

Já a equipa B dos azuis da Cruz de Cristo venceu este sábado o GM 1º Dezembro por 31-28 no Pavilhão Acácio Rosa, em recepção da 5ª jornada do Nacional da II Divisão, com Diogo Miranda a destacar-se como melhor marcador dos azuis com 9 golos.

A equipa ocupa a quarta posição na classificação a par do Almada, regressando à acção no próximo sábado, às 17h30, frente ao Serpa.