Foi uma prova épica épico, que está ainda na memória de muitos Belenenses, não só pela conquista da prova mas pelo resultado das meias-finais. Estas tiveram lugar Estádio Nacional, em 4 de Setembro, e a superioridade do Belenenses sobre o Benfica – que 8 meses depois seria Campeão Europeu… – ficou bem expressa nos números contundentes: 5-0!. Ao intervalo, ganhávamos já por 2-0, golos de Matateu aos 15 e aos 18 minutos. Na 2ª parte, Matateu aos 49, e Yaúca aos 51 e 84 minutos, fizeram a mão-cheia. Assim se vergou o Benfica, onde pontificavam (e alinharam nesse dia) nomes lendários como Coluna, José Augusto, Germano, José Águas, Cavém ou Costa Pereira.

Quanto ao Belenenses, alinhou desta forma: José Pereira; Rosendo e Moreira; Vicente, Pires e Castro; Yaúca, Matateu, Tonho, Carlos Silva e Estevão.

Uma semana depois, o Belenenses disputou a final, para que assim se qualificara, com o Atlético (então um clube de força considerável) que, por sua vez, tinha vencido o Sporting. Triunfou o Belenenses por 2-0, arrebatando assim, pela 2ª vez consecutiva, este, na altura, cobiçadíssimo troféu.

Pouco mais de 2 meses antes, lembremos, o Belenenses conquistara a Taça de Portugal.

JMA