O Belenenses foi esta noite derrotado pelo SC Braga por 4-0, com 1-0 ao intervalo, na 15ª Jornada da Liga NOS, uma partida que fica marcada pela lesão do guarda-redes Muriel – ao que tudo indica uma luxação no braço esquerdo -, que na segunda metade do encontro teve necessidade de ser substituído por Filipe Mendes para receber observação hospitalar.

Com este empate, a equipa mantém os 17 pontos na tabela ocupando a décima posição, dando seguimento a um ciclo de jogos sem vitórias.

Os azuis alinharam com um onze inicial composto por Muriel (60′); Geraldes, Nuno Tomás, Gonçalo Silva e Florent; Yebda, Bouba Saré, Pereirinha, André Sousa (45′), Diogo Viana (68′) e Jesús Hernández, com o técnico Domingos Paciência a deixar no banco Filipe Mendes (60′), Miguel Rosa, Tiago Caeiro (68′), Fredy (45′), Roni, Cleylton e Filipe Chaby.

No final da partida, o técnico do Belenenses considerou que «o resultado acaba por ser volumoso em relação ao que pretendíamos. Não é que o Braga não tenha tido oportunidades, mas tentámos fazer com que perdesse confiança no seu jogo e acabámos por sofrer um golo num lance fortuito que abalou um pouco a estratégia. Na segunda parte, há um outro lance fortuito, a bola vai ao poste, bate no Muriel e acaba por entrar. A equipa sentiu que hoje não era o seu dia, tivemos vários passes errados e criámos várias situações para que o Braga construísse este resultado. Erros próprios, bolas perdidas, podemos fazer muito mais do que isto. A partir do segundo golo, alterámos para chegar mais à frente, mas o lance desmotiva e foi um KO para a equipa. Não vale a pena estar aqui com justificações, foi um dia mau, nada saiu, se calhar temos uma lesão grave do Muriel, sofremos dois golos em lances caricatos, mas tem acontecido isto nos últimos tempos. Há que lutar contras estas adversidades».

Referindo-se à lesão de Muriel, Domingos acrescentou que «o Muriel está no hospital, tem uma luxação e estão a tentar pôr o braço no sítio. Não é uma lesão para pouco tempo, tratando-se de uma luxação, é uma situação que nos deixa tristes, o Muriel é um bom profissional e um grande guarda-redes».

A equipa volta a entrar em campo na próxima quinta-feira, pelas 21h00, no Restelo, na recepção ao Marítimo naquele que é o segundo jogo da fase de grupos da Taça CTT.